Lisbon Graffiti

sábado, 4 de maio de 2013

Conheço muita gente que é totalmente contra a ideia de se permitir graffitis em Lisboa. Eu até compreendo a apreensão dessas pessoas, pois realmente a ideia de graffitis ainda carrega uma conotação negativa.

A ideia de graffitis está muito associada àqueles rabiscos (mal) feitos por idiotas sem qualquer espírito artístico e que se querem armar em rebeldes a escrevinhar "amo-te babe" ou "aqui esteve o anormal (nome)" na parede, como se alguém estivesse interessado em saber e ler aquela trampa.


A parte dos rabiscos, para mim, é vandalismo. Não há outro termo para descrever. É um atentado à beleza da cidade e que deixa marcas permanentes para todos os que vivem nela ou a visitam. E esses anormais deviam era ter os rabiscos que fazem nas paredes da cidade tatuadas no rabo e na cara para perceberem que são uns autênticos merdosos que só poluem a cidade.

Pelo contrário, quem realmente tem espírito artístico e talento, consegue embelezar a cidade, por vezes camuflando zonas mais degradadas que ganham vida e alegria, e também dando um look mais urbano e moderno à cidade.

Eu digo NÃO aos rabiscos dos idiotas e mentecaptos que só merecem levar com calhaus da calçada nas trombas, mas digo SIM a artistas que sabem o que fazem.

Afinal, não é melhor passear por Lisboa e ver pinturas destas do que prédios degradados?












Sem comentários:

Proudly designed by Mlekoshi pixel perfect web designs