Dramas do quotidiano

terça-feira, 14 de maio de 2013

No sábado fui jantar com o homem que estava a fazer noitada no escritório. A caminho de casa, não sei bem como, reparei que tinha um pneu do carro furado.

Nunca tive de lidar com furos de pneus - foi o primeiro na minha vida de condutora - e, como uma típica mulher que alimenta clichés machistas, liguei ao homem que me estava mais próximo - o meu pai - para me vir salvar! 

Ao que o homem, ao ver a sua única filha em apuros com um pneu furado algures no meio do Parque das Nações, replica "então mas ligaste-me para isso? Liga para a assistência em viagem e não me chateies!". Lembrem-me de lhe comprar uma estátua de pai do ano sff! 

Bem, lá depois de muito refilanço (herdei essa faceta dele), o homem lá percebeu que eu estava sozinha e fez-se à estrada até ao local onde me encontrava (e não fez mais que o seu dever de pai!). Entretanto, lá me estreei a pedir assistência em viagem e não é paranóia minha quando digo que o tipo que me atendeu do outro lado da linha ficou a rir-se de mim porque não sabia trocar um pneu. 

Mas a questão é esta...não sei, NEM QUERO SABER! Para alguma coisa é que pago um seguro que me dá direito a assistência nestes momentos. Se tivesse parada no meio de nenhures, sem sinal no telemóvel, lá me desenmerdava e, provavelmente, descobria maneira de trocar a treta do pneu. Mas Graças a Deus que não preciso de passar por esses stresses, por isso não é uma questão de não saber...é uma questão de NÃO QUERER SABER, nem precisar saber! Lamento, mas sujar as minhas mãos com óleos e tretas só para provar que consigo mudar um pneu não é a minha cena...prefiro ficar com a fama de "gaja que não percebe nada de carros", mas também fico com o proveito! Merci!

Bem, quando lá veio o homenzinho da assistência em viagem, não sei porquê, teve dificuldade em retirar o pneu suplente, que estava por baixo do carro, e só quando o meu progenitor chegou é que o pneu lá saiu do sítio. Ou seja, foram precisos dois homens para tirar o pneu do sítio...o que só comprova a minha teoria de que ninguém se deve dar ao trabalho de tentar mudar pneus sozinhos! Muito menos as ladys!

Mas, ora que hoje, quando lá tive tempo de ir tratar de comprar um pneu novo para substituir o que furou - lá arrastei o meu pai comigo, porque senão levavam-me por um pneu o preço de 19 - não é que descobri que temos de trocar dois? (DOH!) Ou seja, fura-se um único pneu e a despesa é sempre a dobrar! Bonito serviço!



Enfim...estou um bocado lixada com isto. Com o dinheiro que vou gastar naqueles dois pedaços de borracha, ia fazer compras à grande na Zara e ficava bem mais feliz.


2 comentários:

Luna Ferreira disse...

olá, desde já adorei a nova decoração do blog, ainda nao tinha visto, ando um bocado desatualizada.

isto é assim, uma pessoa paga um seguro carissimo contra todos os riscos e chatisses, pensamos nós, porque é assim que nos vendem o produto, mas na realidade quando precisamos e mesmo isso que acontece, teve um furo, hahaha, e gozam... bolas, então mas supostamente não era seguro contra todos os riscos? ou será que so estavam a falar mesmo de riscos, no verdadeiro sentido da palavra??

ja agora, acho que todas as mulheres preferem ir grastar dinhehiro no shopping do que gasta-lo a comprar "uma roupa nova" para o automóvel...

Beijinhos :)

Merry Chillaz disse...

Olá Luna!


Obrigada! Ainda bem que gostaste da nova decoração :) Espero que nos próximos anos não me tenha de preocupar com pneus de carros e assistências em viagens! Assunto mais enfadonho não existe! :P Bjinhos

Proudly designed by Mlekoshi pixel perfect web designs